ESTAMOS TRABALHANDO PARA MANTER O SITE ATUALIZADO
Obrigado por sua visita, espero que façam uma boa leitura. Gostaria de pedir que participe da nossa enquete, sua opinião é muito importante.!

Feliz Dias dos Pais

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

MUDANÇA NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA

De acordo com o Ministério das Cidades, os Municípios com até 50 mil habitantes terá novos critérios de seleção e propostas. A portaria ministerial número 547, publicada no Diário Oficial da União em 29 de novembro de 2011 aumenta a subvenção para R$ 25 mil por unidade e especifica área útil mínima de 36m² em cada moradia.
O objetivo é permitir que famílias com renda de até R$ 1.600,00 tenha acesso ao programa.
O processo seletio teve início ontem (30) e ocorrerá até o dia 30 do corrente mês.
As prefeituras podem apresentar até duas propostas com até 50 unidades habitacionas cada. Para municípios com até 20 mil habitantes o Estado pode apresentar uma proposta e para municípios com população entre 20 e 50 mil habitantes o Estado pode participar com até duas propostas.
No dia 27 de janeiro de 2012 será publicado o resultado da seleção.
Serão 43.976 habitações na região Nordeste, 29.304 para a região Sudeste, 14.942 na região Sul, 11.404 na região Norte e 10.374 na região Centro-Oeste, perfazendo 110.mil unidades em todo o País.
fonte: PINIweb.com.br

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

ATÉ QUANDO ERROS SÃO ACEITÁVEIS?

É verdade que o ser humano é bastante propenso a cometer erros, contudo existem erros que são chocantes, principalmente quando culminam com o fim de uma vida, ou várias!
Infelizmente é o que temos assisitido recentemente na imprensa. Casos como o do Bebê de apenas 12 dias, nascido prematuramete no 7º mês de gestação, no hospital municipal Professor Mário Degni, na zona oeste de São Paulo. O mesmo, devido a prematuridade, fazia uso de uma sonda para se alimentar, quando uma auxiliar de enfermagem, erroneamente injetou leite em suas veias, levando-o ao óbito.
pais do bebê morto após ter sido erro de procedimento de enfermagem. (fonte: folha.com)
Em dezembro de 2010 um erro similar provocou a morte de uma criança de apenas 12 anos de idade, quando a mesma teve vaselina aplicada em suas veias ao invés de soro.
Ainda este ano, uma criança de 1 ano de idade teve parte de um dedo cortado, quando recebeu atendimento em um hospital especializado na zona norte de São Paulo, para a retirada de uma bandagem.
No dia 12 de agosto deste ano, o portal alagoano tudo na hora publicou uma matéria que diz respeito à uma uma professora que, após submeter-se a uma cirurgia de varizes, entrou em coma e, até a data da publicação da matéria, faziam 4 mêses que a mesma encontrava-se internada na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital do Açúcar, na Capital alagoana. De acordo com os familiares da vítima, o problema foi ocasionado por um erro médico.
Não saindo do universo da saúde, ou da falta dela, hoje os telejornais mostraram imagens chocantes de uma paciênte que, devido o longo tempo de espera, perdeu a paciência e agrediu fisicamente uma das atendentes do estabelecimento médico.
Gostaria de ter ouvido a opinião dos crônistas da Rede Globo de Televisão à respeito do comentário feito pelo coordenador do posto de saúde, quando justificou o tempo de espera nas filas, afirmando que: "Quando o serviço é bom, ele atrai fila. A pessoa vem para cá, porque tem a certeza de que vai ser atendida, independente do tempo que vai demorar."
É importante lembrar que, trata-se de uma unidade de saúde pública, a mesma deveria oferecer um serviço digno de qualidade, conforme prega as legislações brasileiras. Eu não tenho certeza, se a procura desta paciente, que acabou se tornando impaciente, pelo serviço do SUS, têm de fato haver com a qualidade do serviço ofertado. Pois, segundo dados da Pesquisa Mundial de Saúde e da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD, 2003), apenas 34,5% da população brasileira possui cobertura de saúde privada e mais, o SUS deve atender à 100% da população.
Gostaria de saber como não haver filas, se de acordo com dados do IBGE (2005) em cidades como o Rio Grande do Sul, onde na época apresentava uma população de 10.187.798 habitantes possuia, em sua rêde de serviços de saúde, apenas 1.804 estabelecimentos. Ainda de acordo com o IBGE (2005), Santa Catarina contava com uma população de 5.356.360 habitantes e apenas 1.126 estabelecimento de saúde. Imaginem agora o restante do País!
O que falta é uma política séria, que respeite os cidadãos e as cidadãs, sejam eles servidors públicos ou usuários. Afinal de contas é preciso quebrar o paradigma de que saúde se compra na farmácia. O novo paradigma deve considerar as condições às quais o usuário encontra ao chegar em um estabelecimento de saúde. Sejam estas, condições físicas, que dizem respeito a estrutura do estabelecimento, sejam condições humanas no tocante aos servidores, equipamentos e medicamentos.
A saúde pública no Brasil, de fato, do jeito que está é impraticável! E de fato é de perder a paciência!


quinta-feira, 3 de novembro de 2011

MACEIÓ - FAVELA DE JARAGUÁ Vs. VILA DOS PESCADORES

Quem já esteve em Maceió, é muito provável que, na oportunidade deve ter conhecido o bairro de Jaraguá. Um bairro a beira mar onde se encontram o Porto de Maceió, o Museu da Imagem e do Som de Alagoas (MISA), a Praça dois Leões, a Associação Comercial de Maceió.
Museu da Imagem e do Som de Alagoas



Associação Comercial de Maceió
Uma das características local, é a atividade pesqueira. Logo ao lado do porto, encontra-se instalada um conjunto de habitações do tipo favela, conhecida também como Vila dos Pescadores, embora nem todos que que alí habitam vivem diretamente da pesca.
O cenário não é dos melhores, pois as condições de vida naquele local chega a ser sub humana.
Ferreira Junior et al (2007), descreve como péssimas as condições de moradia, da Vila dos Pescadores de Jaraguá, sendo a maioria das habitações feitas em madeira e lona.

 Ainda de acordo com Ferreira Junior et al (2007) "48,44% da população da Vila de Jaraguá são pescadores, 6,25% já foram pescadores e 20,31% são mulheres que limpam o pescado entre outros."
A atividade do pescado é oscilante. No verão, por exemplo, devido a fatores climáticos há uma redução no volume de pesca. Outro fator que prejudica significativamente a fauna marinha é a poluíção. Infelizmente, um dos cenários mais chocantes de Maceió é a foz do Riacho Salgadinho "Fonte de despejo de aguas pluviais e esgoto urbano na praia da Avenida". Sob este aspecto, a poluíção associada a exploração descontrolada são as causas principais que tem prejudicado o pescado naquela região. (FERREIRA JUNIOR et al, 2007).
A Prefeitura de Maceió, há muito, vem tentando remover os moradores daquela região.
No dia 25 de outubro do corrente ano, a Secretaria Municipal de Habitação Popular e Saneamento (SMHPS), de acordo com o Diário Oficial do Município (DOM), ano XIV, número 3889 de 03 de novembro de 2011, iniciou o soteio das unidades habitacionais do Conjunto Vila dos Pescadores.
De acordo com o site www.amajar.blogspot.com, seriam construídas no bairro do Sobral, 450 unidades habitacionais que, seriam entregues aos moradores da atual "Favela de Jaraguá". Ainda de acordo com o site, o Prefeito em exercício Cícero Almeida chegou a mencionar a possibilidade de acionar a polícia, caso houvesse resistência no proceso de remoção.
Este clima de "guerra fria", conforme mencionado no site, existe porque, o prefeito da Capital alagoana pretende instalar no local o "projeto de seus sonhos"- uma marina. E para tal se faz necessário remover os pobres habitantes da Favela, existente há mais de 80 anos, muito embora registros históricos chegam a fundir a história dos pescadores de Jaraguá com a própria história de Maceió de antes da colonização.
É verdade que na Vila dos Pescadores, há falta de infra-estrutura, tais como saneamento básico e melhores construções habitacionais, inclusive estas são as justificativas apresentadas pela SMHPS. No entanto, a presidente da Associação dos Pescadores questiona o motivo de não poderem serem feitas tais melhorias no local atual. A resposta é que os serviços de saneamento na Favela não podem ser executados, embora sem nenhuma resposta tecnica e a falta de espaço para construir um número mínimo de unidades habitacionais capaz de atender à todos os moradores da favela.
Contra este argumento, uma pesquisa realizada pelo Professor e Pesquisador Parmênides Justino apresentou ser viável não somente a construção de todas as casas e do saneamento no mesmo local onde hoje se encontra instalada a comunidade da Favela de Jaraguá, como também provam que a permanência dos pescadores naquele local, aproxima os turistas, uma vêz que constituem patrimônios culturais vivos da história de Alagoas.
A matéria do site vai mais longe e mostra uma ação autoritária, abusiva e até mesmo ditatorial, além de imatura que demonstra um total despreparo de gerenciamento do Prefeito Cícero Almeida, quando da assinatura da ordem de serviço, moradores da Favela em questão, se reuniram em protesto e, o Prefeito fêz a seguinte declaração: "não vamos deixar que um vagabundo qualquer  se contraponha à situação. Trata-se de uma meia dúzia de cabras perdidos." Não diferente, o secretário da SMHPS reforçou com a seguinte expressão: "Os pescadores não tem motivos para reclamar. Quem tem interesse na existencia daquele lugar são os traficantes."
Muito embora exista este conflito, o DOM supramencionado, aponta uma realidade diferente, como se todo processo tenha se dado de maneira amistosa., afirmando que os beneficiários aguardam anciosamente pela entrega dos imóveis.
É importante lembrar que estas pessoas viveram por décadas em locais verdadeiramente em condições inadequadas. Mesmo a margem da miséria, viviam a beira do mar, em local propício às embarcações pesqueiras, instrumentos para a realização dos seus trabalhos. Durante décadas, desconheceram os custos dos altos impostos públicos, embora eu não conheça o acordo feito pelo poder público para instalar estas pessoas em um condomínio com melhores condições de vida, creio que as mesmas terão de arcar com impostos de água, esgoto e energia elétrica além de que dependerão de transporte para se dirigirem ao local de suas embarcações.
Remover instalações habitacionais requer muito planejamento e cautela.
A gestão Cícero Almeida está chegando ao fim, as pessoas estão sendo removidas dos seus locais de morada, sabemos que, se o espaço onde hoje se encontra a Favela de Jaraguá não for urbanizada, a Favela retornará a existir.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

UM POUCO SOBRE O FUTURO

Olá caríssimos leitores! Ultrapassamos a marca de 7 bilhões de habitantes no mundo. Alguns noticiários apontam isso como um sucesso e outros demonstram uma certa preocupação.
Uma questão levantada é sobre se há espaço suficiente para todos, outra questão diz respeito a produção de alimentos e se há como atender a demanda... já uma outra questão fala de problemas com falta d'água...
A Rede Globo chegou a citar um versículo bíblico: "crescei, multiplicaivos e enchei a terra" e acrescentou - "mas de que forma?" se tratando da má distribuíção de "TUDO"!
A verdade é que somos responsáveis pela degradação ambiental e pela desorganização social e econômica - se é que podemos chamar alguma "coisa" nesse planeta de social!
Falá-se em Sustentabilidade, Protocolos e Agendas são elaboradas, acordos e mais acordos, Instituíções são criadas, ... fala-se em dinheiro verde... ouve-se ambientalistas de toda parte do mundo... mas no entanto parece que são apenas vozes no vazio, cada dia mais observamos uma degradação maior e cada dia mais sentimos os efeitos do nosso desrespeito com a natureza - el niño, la nina, katrina... cheias do nordeste brasileiro, tsunames, derretimento das gelerias polares, "buraco na camada de ozônio" e por aí vai!
Não tenho muito a dizer, apenas espero uma certa reflexão por parte de vocês amigos leitores: Poderemos contornar esta situação? ou teremos que concordar com uma citação do livro de Henri Loevenbruck, "A Sídrome de Copérnico"? a qual deixo para que todos leiam:

 - Pense: acha triste que o homem de Neandertal tenha sido extinto em favor do Homo sapiens? Não, claro. Pois bem, nesse caso, é a mesma coisa. Eu me pergunto se a nossa espécie não chegou ao fim da sua evolução, a um estágio em que faz mais mal ao meio ambiente do que bem... A natureza será obrigada a se defender, e portanto a espécie humana terá de evoluir. Em resumo, eu me pergunto se o Homo sapiens não chegou ao fim..
 ...Em alguns momentos, tenho simplesmente a impressão de que a nossa espécie está em vias de ser extinta e que a natureza vai mudar. Tenho o sentimento de que os homens se tornaram muito perigosos para o planeta e também uns para os outros... Que são incapazes de se compreenderem e, portanto, de salvarem a sí próprios.                p.213                                                                                  

quarta-feira, 29 de junho de 2011

"SAIDINHA DE BANCO" DEIXA MORADORES DE CONDOMÍNIO ASSUSTADOS EM MAGABEIRAS


Foi registrado nesta segunda-feira (27) mais um assalto à mão armada devido a famosa "saidinha de banco". De acordo com informações prestadas por testemunhas, o fato ocorreu por volta das 16:00 horas desta quarta-feira em um condomínio residêcial no bairro de Mangabeiras.
Após ter realizado um saque bancário (não foram revelados o valor nem o banco), a vítima, que se encontrava em companhia do esposo e sua filha de apenas 2 anos de idade, foi seguida até sua residência. Os assaltantes aproveitaram o momento em que um dos moradores acessava o condomínio, não restando tempo para que o porteiro fechasse o portão e exigisse a identificação para liberar o acesso.
Ainda de acordo com informações de testemunhas a vítima foi abordada quando se encontrava no hall de espera do edifício onde reside. Foram levados objetos de valores bem como a bolsa da vítima, no entanto não conseguiram levar o dinheiro sacado, pois o mesmo não se encontrava na bolsa como deveriam ter imaginado os assaltantes.
Na fulga dos assaltantes, o porteiro, sem ter tomado ciência do fato, antes de abrir o portão, se aproximou dos mesmos para fazer a reclamação pelo fato deles não terem se identificado. Um dos assaltantes que se encontrava no banco do carona, do carro utilizado para realizar o crime, saiu com arma em punho e obrigou o porteiro a abrir o portão. Em seguida ordenou que o mesmo corresse e não olhasse para tráz. Na corrida, o porteiro tropeçou, caiu e deslocou um dos braços, sendo levado para a o HGE.

SUÍÇA EM ALAGOAS

Caros leitores,
Alagoas é um Estado repleto de belezas naturais e culturais. Muito conhecida por suas belas praias de águas mornas, espalhadas por todo litoral de Norte à Sul. No entanto, as Cidades do interior, estão cheias de ricas histórias. E é no interior que encontramos a cultura alagoana com maior ênfase. 
É exatamente sobre um dos interiores alagoanos que esta matéria tem orígem.

MAR VERMELHO


Mar Vermelho está localizada a Noroeste de Alagoas, à 110 Km da Capital Maceió é também conhecida como a Suíça Alagoana. Apelidada dessa forma por ser um município com características européias, tanto nas construções como no próprio clima: frio e seco. Teve sua emanciapação política em 25 de março de 1962, quando foi desmembrada oficialmente da cidade de Anadia, através da Lei 2.431 de 3 de fevereiro do mesmo ano

De acordo com o periódico Folha da Suíça Alagoana, publicada em janeiro de 2008, ainda resta um mistério sobre sua orígem. O que se sabe ao certo é, que a história sobre a orígem de Mar Vermelho está diretamente ligada a um viajante chamado Coutinho, este chegou a região por volta de 1800 onde construiu sua casa, iniciou a criação de gado e trabalhou a terra, contudo de quem Coutinho adquiriu estas terras ninguém sabe. Posteriormente, às proximdades de uma lagoa existente na cidade, foram se aglomerando novos moradores. Conta a história que às margens dessa lagoa havia vários pés de Gravatás (bromeliaceae) cujas folhas, em tons avermelhados, ao caírem no chão formavam um grande tapete vermelho ou um grande "Mar Vermelho" o que deu nome a cidade.
Em 1900, o Major Canuto de Albuquerque Maranhão, naquela época propriétario da propriedade de Coutinho, instalou o primeiro vapor de algodão que, em pouco tempo, fez de Mar Vermelho um núcleo comercial.
Mar Vermelho teve sua primeira feira criada em 1910. Neste mesmo ano foi registrado alguns acidentes naturais provocados por longos períodos de chuvas que, culminou com a derrubada de grande parte das enconstas das serras e levou a ruina a capela da cidade. Somente em 1922 foi erguida uma Igreja Matriz.

A feira da cidade apresentou um bom movimento até o ano de 1947. A construção ferrovia que passava por Viçosa, fêz com que os comerciantes expandiram seus negócios, outros muitos chegaram a fechar suas lojas em Mar Vermelho devido ao difícil acesso.

ALGUNS DADOS:
Área: 112,00 Km²
População: De acordo com o último senso é de 4.014 habitantes;
Altitude: 636 metros acima do nível do mar;
Clima: Frio com temperatura máxima de 36°C e mínima de 13°C;
Limites da cidade : Paulo Jacinto, Palmerias dos Índios, Tanque D'Arca, Maribondo Pindoba e Viçosa;
Principais atrações: além do clima serrano que, de acordo com especialistas é auconselhado para auxiliar no tratamento de doenças respiratórias, a cidade possui uma lagoa e uma imagem do Cristo Redentor;
Festividades: Merecem destaque o Carnaval, as festas juninas e religiosas como o da Padroeira Nossa Senhora da Conceição e outras festas populares tradicionais.

Fonte: Folha Suíça Alagoana de Janeiro de 2008
www.suicaalagoana.net

quarta-feira, 8 de junho de 2011

CASO GIOVANNA TENÓRIO

Inflizmente me ponho a relatar um episódio nada agradável - uma morte chocante dígna de repercussão nacional.
Uma jovem de 28 anos de idade, estudante de fisioterapia numa faculdade da rede privada na cidade de Maceió, foi encontrada morta num canavial na segunda-feira (06), com o corpo envolto em um lençól branco, um fio de náilon no pescoço e marcas de estrangulamento depois de ter desaparecido no útlimo dia 02. 
Há suspeita de assassinato por vingança, mas não se descarta a possibilidade de crime passional, uma vêz que Giovanna chegou a manter um relacionamento amoroso com um homem casado, pai de dois filhos. A esposa deste descobriu o caso que o marido vinha mantendo com Giovanna. Há relatos que o realcionamento extra-conjugal se reompeu assim que o Giovanna descobriu que seu "namorado" era casado. Também há relatos de que Giovanna continuou ligando para o amante e há relatos de ameaças feitas pela esposa traída à Giovanna.
O casal deu entrevistas a imprensa, tanto por telefone como em coletiva e nega o envolvimento no crime que resultou com a morte da jovem e ainda se colocou a disposição para ajudar nas investigações.
A polícia está investigando o crime e afirma possuir uma linha de ivestigação.
Estamos aguardando que o caso seja esclarecido, embora nada trará a vida de Giovanna de volta, a sociedade anseia por justiça.
Esse foi mais um crime bárbaro com cenas e relatos chocantes e esconde alguns mistérios a ser revelado.

Você pode ler mais sobre o caso e com mais detalhe nos sites da gazeta de alagoas, salve alagoas, tudo na hora, cada minuto, alagoas 24 horas.

Aqui fica um ADEUS A GIOVANNA E MINHAS CONDOLÊNCIAS AOS FAMILIARES E AMIGOS DA MESMA.


terça-feira, 24 de maio de 2011

CHUVA EM MACEIÓ, CAUSA DE PREOCUPAÇÃO

Cruz das Almas (fonte: www.alagoas24horas.com.br)

Os sistemas de meteorologia indicam muita chuva para Maceió/AL. Será que a cidade está estruturada para resistir as agressões pluviais?
Hoje (terça-feira, 24) houve deslizamento de barreiras em três pontos: nos bairros de Chã da Jaqueira, Bom Parto e no Jacintinho, mas de acordo com a Defesa Civil Municipal, não há registro de vítimas. No entanto, o site "Alagoas24Horas" divulgou a morte de uma senhora de 66 anos por ataque fulminante, no Conjunto Denilma Bulhões, no bairro da Santa Amélia. De acordo com os fammiliares da vítima, a mesma teria se assutado com um deslizamento que resultou na queda de um muro, devido a força da água. Foram registrados também vários pontos de alagamentos. A defesa civil está tentando retirar os moradores das áreas de risco, que somam 72 pontos (de acordo com a defesa civil), dentre estas áreas de risco podemos mencionar a Grota do Alecrim, Ipioca, Vale do Reginaldo e o Benedito Bentes entre outras.
O trânsito em Maceió/AL, normalmente já se encontra problemático, as fortes chuvas já deixam o trânsito lento, some à esses fatores semáforos desligados e buracos nas vias. Na antiga Avenida Amélia Rosa um buraco foi a causa de dois acidentes, em um deles um motoqueiro fraturou o fêmur.
Em Cruz das Almas (zona norte) um riacho transbordou e alagou as ruas do bairro.
bairro de Mangabeiras (fonte: alagoas24horas)
 Um outro problema causado pelas fortes chuvas é o comprometimento no serviço de abastecimento de água, uma vêz que estas estão carreando grande volume de resíduos sólidos para os mananciais da Companhia de Abastecimento e de Saneamento de Alagoas (CASAL).
Em Maceió/AL o serviço ficou comprometido no bairro do Tabuleiro do Pinto. Em todo o Estado foram registrados problemas no abastecimento de água na seguintes cidades: Água Branca, Mata Grande, Inhapi, Pariconha, Ibateguara e Colônica de Leopoldina.
Em Água Branca o problema foi de origem eletromecânica e de acordo com a CASAL o problema estará resolvido ainda nesta terça-feira; 
Em Pariconha a suspensão do abastecimento ocorreu devido a um rompimento na adutora;
Em Ibateguara e Colônia a suspensão ocorreu devido a falta de energia elétrica, a Eletrobrás já foi acionada.
Estou pensando que ainda estamos no início do período chuvoso, no que será que estão pensando as autoridades políticas do Estado e do Município? Talvez em 2012!

AMANDA GURGEL - UM ATO DE CORAGEM

Um fato ocorrido no Rio Grande do Norte chamou a atenção de muitos brasileiros. A professora da rede pública, Amada Gurgel, em audiência pública na Assembléia Legislativa daquele Estado, faz um discurso no meu ponto de vista um tanto heróico. Ela inicia expondo seu salário, fala das condições precárias de trabalho e transporte. Na verdade, Amanda Gurgel, Professora com nível superior e com especialização, apesar de relatar o descaso dos representantes políticos com relação a Educação no RN, descreveu a dura realidade de muitos profissionais da rede pública nacional e de todas as esferas. Baixos salários, falta de materiais e estrutura física.
Ela chama a atenção, quando diz que a secretária pede paciência, e diz que o problema será combatido, mas não de imediato. No entanto suas necessidade de se alimentar e trasnportar são necessidades que devem ser resolvidas imediatamente.
Seu discurso deveria ser mostrado no lugar de outras "futilidades que a mídia cospe".
Amanda, meus parabêns pelo seu ato de coragem, quando não deveria ser preciso coragem para exigir os próprios direitos, infelizmente, não acredito que pessoas de níveis tão baixo se envergonhem com tudo que foi por você divulgado; infelizmente gravata e palitó não representam cárater nem tampouco ética. Hoje, tua fala está na mídia, ano que vem talvez possa até ser utilizada por algum polítiqueiro (espero que ao menos tenham o bom senso de lhe pedir autorização) como material de campanha política, prometendo rios e mares, mas que no íntimo é só mais um querendo "comer da pizza".
Bom, não vou me estender com meus comentários, afinal o vídeo dispensa comentários, ele fala por si só.
fonte: vídeo extraído do youtube

ACIDENTE NA BRASKEM

 Imagem Fonte: www.melhornoticia.com.br
Dois acidentes ocorridos na Braskem em Maceió/Al despertou a atenção dos alagoanos. No sábado (21) e na segunda-feira (23). O primeiro acidente provocou um vazamento de cloro na Unidade Cloro e Soda que deixou pelo menos 130 pessoas, entre crianças e adultos, que moram ao redor da fábrica, hospitalizadas com sintomas de intoxicação e complicações respiratórias. As vítimas foram levadas ao Hospital Geral do Estado (HGE) alegando sintomas de mal estar, vômitos, desmaios tosse e cansaço.
vítimas da explosão - fonte: www.tribunauniao.com.br
Alguns moradores que foram entrevistados, disseram a imprensa que escutaram sons de explosões seguidos de um forte cheiro de gás. 
De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas, ficou constatado o vazamento de gás, porém não há indícios de explosões.
O segundo acidente ocorreu na madrugada de segunda-feira, também na unidade de cloro e soda e resultou em cinco funcionários acidentados. De acordo com a Braskem a  produção nesta unidade estava desativada para inspeção.
Em nota, a Braskem divulgou que está tomando as devidas providencias para investigar as causas dos incidentes e que dará toda assistência necessária às vítimas.

Para quem não conhece, a Braskem é uma fábrica que trabalha na produção de resinas termoplásticas tais como polietileno, polipropileno e PVC. Em Maceió/AL, a fábrica está localizada a beira mar, na avenida Assis Chatobreand, na zona sul da capital maceioense.
Foi formada em agosto de 2002 e, atualmente é classificada como a maior petroquímica das Américas e terceira maior produtora de propileno do mundo.
fonte: www.braskem.com.br
Não quero amenizar o ocorrido, minha opinião sobre a Braskem é que seja uma empresa séria e comprometida, e por essa mesma razão deve responder pelo ocorrido junto ao Ministério Público que está apurando o caso. Vale lembrar que estamos tratando de uma empresa que envolve, química, mecânica e mão-de-obra humana, e embora nenhum erro possa ser justificado, todos esses elementos são susceptíveis à falhas.
O acidente é um fato lamentável, porém eu me questiono sobre a assistência médica no atendimento de emergência que estes pacientes receberam no HGE.
Em dias supostamente normais, também é fato lamentável, pacientes largados nos corredores do HGE. É também lamentável que a imprensa não tenha aproveitado a oportunidade para mostrar a qualidade do atendimento médico recebido por essas vítimas e outras mais que chegam ao HGE de todo Estado Alagoano.
Qualquer acidente é um fato lamentável, não ter estrutura para receber as vítimas de qualquer acidente o que é?

sábado, 7 de maio de 2011

DIAS DAS MÃES


Á todas a Mães do Mundo:
Feliz Dias das Mães!
Não tenho palavras para expressar o carinho e o amor por aquela que um dia me deu tudo!
Amo-te minha Mãe!

sábado, 23 de abril de 2011

PLANETA SUSTENTÁVEL - MÁQUINA DE VENDA REVERSA

fonte: http://revistapegn.globo.com/Revista/Pegn/foto/0,,47944850,00.jpg
 A revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios da editora Globo, nº 267 (2011), apresentou na coluna de Grandes Idéias uma matéria sobre uma máquina de seleção de lixo. O lançamento nacional é de uma empresa paulista e a idéia é trocar resíduos para reciclagem por cupom de descontos em produtos.
O funcionamento da máquina é semelhante ao das máquinas de refrigerantes onde você insere uma moeda, seleciona o sabor do refrigerante e em seguida a maquina libera a bebida selecionada. No caso das máquinas de resíduos é o contrário e por isso mesmo é conhecida como máquina de venda reversa.
A idéia foi trazida da Noruega por Felipe Kurc (31 anos) e Thiago Von Gal (30 anos).
No momento o projeto está ainda em fase piloto, tendo seu primeiro cliente uma empresa do segmento de bebidas. No entanto a previsão dos empresários é alcançar prefeituras, administradores de parques, metrô e faculdades. O custo de importação de cada máquina é de R$ 40 mil e o lucro da empresa pretende Susten Trading deverá ser proveniente do aluguel das máquinas. Kurk e Gal pretendem instalar entre 70 e 100 máquinas até o final de 2011, visando um faturamento de R$ 850 mil.
Uma tecnologia simples que vem a ajudar os produtores de resíduos com mais uma opção de destinação final e a industria de reciclagem.
De acordo com a revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios, através de dados coletados no Departemento de Limpeza Urbana (LIMPURB), somente na capital paulista são produzidas cerca de 17 mil toneladas de resíduos por dia. Entre este montante estão os resíduos hospitalares e orgânicos que não são recicláveis, sendo apenas 135 toneladas/dia destinados a indústria de beneficialmento.
fonte: Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios - Abril 2011, nº 267 (Editora Globo)

segunda-feira, 18 de abril de 2011

CHUVA É MOTIVO DE PREOCUPAÇÃO E ALERTA

Segunda-feira chuvosa na capital alagoana e já deu pra sentir o drama de famílias ameaçadas por deslizamentos de barreiras. No Vale da Amizade (Feitosa) uma barreira cedeu e causou estragos numa das tubulações da CASAL (Companhia de Abastecimento de Água e Saneamento do Estado de Alagoas) e derrubou um poste de abastecimento de energia elétrica. O rompimento na tubulação que abastece de água a região comprometeu não somente o serviço de abastecimento de água como também aumentou os riscos de deslizamentos de terra.
Em entrevista, uma das moradoras do bairro afirma que esta não é a primeira vez que o incidente ocorre.
De acordo com a Gazeta Web, uma ponte localizada na Grota do Estrondo ruiu duas vezes.
A reclamação é geral, todos f se queixam da falta de energia elétrica e ainda mais da falta de água.
Durante a reportagem transmitida pela TV Gazeta parte de uma barreira localizada no Benedito Bentes, na verdade uma cratera provocada por vazamentos em bueiros, deslizou e assustou a repórter. Veja o vídeo acessando o link abaixo:
AL TV 1ª Edição - 18/04/2011 - Deslizamento de Terra assusta moradores do Vale da Amizade.
As chuvas ainda estão causando transtornos no trânsito de Maceió. Em vários pontos da cidade os buracos nas pistas são causadores de acidentes.
É importante lembrar que estamos ainda no início do período chuvoso, o que mais ainda estar por vir?
A reportagem sobre os problemas dos buracos nas ruas de Maceió foi ao ar pelo jornal AL TV 1ª Edição no dia 14/04/2011. Assista a reportagem completa do AL TV clicando no link abaixo.
AL TV 1ª Edição - 14/04/2011 - Paciência e Hablidade no trânsito pelas ruas de Maceió.


 
* Os textos dos links não correspondem ao título da matéria exibida, porém o conteúdo original foi mantido.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

RECLAMAÇÃO: FALTA DE ENERGIA ELÉTRICA - DESCASO TOTAL


Esta noite os moradores do Condôminio Residêncial Ilhas do Caribe na Mangabeiras, sofreu com a falta de energia elétrica ocorrida por um curto circuito no transformador.
O fato aconteceu por volta das 18 horas, momento este em que foram acionados os serviços da Eletrobras através do número 08000820196. Depois de ficar horas escutando uma irritante gravação repetitiva ao telefone a a ocorrencia foi registrada. No entanto por volta das 00:30 horas, tais serviços não foram realizados, não houve sequer a presença de profissioais da Companhia de Energia Elétrica de Alagoas CEAL ou da Superintendencia de Iluminação Urbana de Maceió - SIMA.
Por volta das 22 horas eu mesmo me encarreguei de ligar ara o serviço de atendimento do órgão comentente e o que ouvi  foi que sequer havia uma previsão para reativaçao do transfomador.
O que está faltando? Carro? Salário em dias?
Fica registrada então a reclamação a qual venho tornar público.

O QUE ESTÁ SENDO FEITO COM OS RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL EM MACEIÓ?

foto ilustrativa extraída de http://genilsonsantos.wordpress.com/page/6/

Durante décadas os resíduos sólidos urbanos gerados em Maceió foram depositados no lixão de Cruz das Almas. Dados apresentados na Tribuna Independente em 30 de Março de 2008, afirmam que 60% dos resíduos depositados no Lixão de Maceió são oriundos da construção civil. Na época, de acordo com o então assessor técnico da Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (SLUM), Alder Flores, o Lixão de Maceió, recebia cerca de 1200 toneladas de lixo diariamente.
Os resíduos de construção civil devem ser separados por classes e não devem ser misturados com resíduos de outras origens, como por exemplo, os resíduos domésticos  hospitalares.
Até o ano passado (2010) Maceió descumpria o que determina a resolução 307/2002 do Conselho Nacional do Meio Ambiente. A mesma determina que, os Municípios deveriam reservar uma área específica para destinação final desse tipo de material.
O CONAMA determinou um prazo para que os municípios se adequassem à norma, esse prazo expirou em 2004.
Os resíduos da construção civil, muitas vezes são como doenças assintomáticas, você não sente, mas ela existe e pode levar a morte. Na maioria dos casos os resíduos de construção civil não liberam mau cheiro, porem pode ser nocivo tanto ao meio ambiente como a saúde.
A indústria da construção civil é uma das maiores causadoras de impactos ambientais. Tais danos ao meio ambiente ocorrem desde a extração da matéria prima até a destinação final dos resíduos. Resíduos como: tintas, solventes, gesso, óleos e outros componentes químicos são extremamente tóxicos e contaminam o solo, podendo ainda contaminar os lençóis freáticos além de causar doenças respiratórias ou até mesmo cancerígenas.
Os considerados grandes geradores de resíduos, normalmente possuem metas de gerenciamento de resíduos, estas metas visam, primeiramente a não geração dos resíduos e como metas secundárias, a redução na geração de resíduos, a coleta seletiva, o acondicionamento, o transporte e a destinação final. Contudo, os dados apresentados  pela Tribuna Independente em Março de 2008 aponta que apenas entre 15% e 30% dos resíduos de construção civil depositados no lixão, eram oriundos de construção formal e entre 70% e 85% oriundos de construções informais.
Os dados ligados a desperdício aparentemente não assustam, até ser mais bem analisado. O desperdício chega a 25%, ou seja, para cada quatro casas construídas são desperdiçados materiais suficientes para se construir uma quinta casa. Percebe-se com isso que o prejuízo não é somente ambiental, mas também econômico.
Observa-se também que se trata de uma questão social. Por isso deve-se investir em educação. Sabe-se que cerca de 40% a 60% dos resíduos podem ser reaproveitados ou destinados a outros setores para reaproveitamento ou reciclagem.
Ainda de acordo com a Tribuna Independente, na Bahia e em Minas Gerais, foram criados os chamados “Brechós da Construção”, são entidades que não visam o lucro, serve apenas em atendimento a comunidade de baixa renda.
Atualmente existe em Maceió uma Central de Triagem e Transbordo de Resíduos Sólidos - CTTRS, administrada por uma empresa privada. A Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió - SLUM não realiza a coleta gratuitamente sendo assim, se faz necessária a contratação de uma empresa para realização desse tipo de trabalho. A SLUM ainda aplica multa para aqueles que destinarem incorretamente os resíduos seja ele de que natureza for. Tenho percebido diariamente que  Diário Oficial de Maceió – DOM tem apresentado ação da SLUM em combate a destinação incorreta dos resíduos sólidos urbanos. Observando de longe o cenário ridículo do lixão de Maceió desapareceu e a CTTRS parece funcionar a todo vapor. Digo parece, porque a última vez que tentei obter acesso esta foi impedida pela burocracia.
A grande pergunta que ainda faço é a seguinte:
Os resíduos domésticos estão sendo lançados nas células da CTTRS, os resíduos hospitalares, estão destinados pela Serquip (empresa pernambucana especializada em gestão de resíduos sólidos). Resta saber sobre o Plano Municipal de Gerenciamento de Resíduos de Construção Civil e qual o tratamento e destinação final que está sendo dado aos RCC’s de um modo geral, em especial aos resíduos de classe C como o gesso?


domingo, 10 de abril de 2011

10 DE ABRIL DIA DA ENGENHARIA


Hoje é um dia extremamente importante para todos nós, embora seja do conhecimento de poucos, no dia 10 de Abril comemora-se o dia da Engenharia. Essa ciência que tem crescido nos últimos anos. Nós, profissioanais da Engenharia, temos muito a comemorar neste dia, uma vêz que estamos vivendo um momento de grande ascenção, não somente no Brasil. Mas também é um momento de consientização, uma vêz que formamos menos engenheiros do que outros países, como Coréia, Rússia, China e Índia.
Para se ter noção da importancia dessa ciência tão maravilhosa, basta olhar em sua volta, seja no alimento que você come, na casa onde mora, no seu local de trabalho, no automóvel que lhe transporta, no computador que você usa, lá está as engenharias - Civil, Elétrica, de Alimentos, Genética, Química, Mecânica, Produção, Clínica (Hospitalar)... Enfim, Parabêns a todos os Engenheiros por este dia que deve sempre ser lembrado por todos nós.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

SURGE UMA GRANDE PARCERIA

Os projetos complementares são de extrema importância para um bom resultado durante e no pós obra. O que acontece é que muitas pessoas ignoram um projeto de instações hidráulicas e sanitárias como o de instalações elétrica.
É importante tomar nota que esses projetos tem como objetivos a econômia, a segurança, o conforto, o desenvolvimento de um planejamento, alem da legalidade do canteiro de obras. Também otimizam mudanças que venha a surgir com o tempo, facilitando o trabalho de outros profissionais.
Aliado aos bons projetos tem-se a experiencia profissional do pedreiro, do encanador, do servente, do eletricista, do mestre de obras, dos encarregados, dos técnicos de edificações, enfim! A experiência adquirida ao longo do tempo por esses profissionais na verdade formam complementos essenciais para os trabalhos desenvolvidos pelos(as) Engenheiros (as) e Arquitetos(as).
Portanto, sem querer parafrasear digo que: "Ninguem é bom sozinho!" Um bom trabalho de engenharia é o reflexo dos bons profissionais envolvidos nos processos (concepção e execução). Um(a) arquiteto(a) ao se orgulhar em ver seu projeto executado, não está se orgulhando apenas do seu trabalho de idealização mas tambem da engenhosidade aplicada por diversos profissionais e de todos os níveis.
E é pensando nesssa necessidade da construção civil que está surgindo uma Grande Parceria entre eu e outros profissionais a saber: uma profissional de Arquiteta e Urbanismo, um profissional de Engenharia Civil, dois profissionais de Engenharia  Elétrica, onde um deles é especialista em segurança do trabalho. Temos ainda expectativas de acrescermos ao time um profissional especialista em Cálculo Estrutural e uma Orçamentista.
No momento já desenvolvemos projetos de Arquitetura, Instalaões Elétricas (de alta, média e baixa tensão), Telefone, SPDA, Rede Lógica, Segurança, Instalações Hidráulicas, Sanitárias e de Águas Pluviais. Cada profissional na sua área específica, contudo trabalhamos com compatibilidade de projetos. Nossa satisfação é levar sonhos para o papel para daí torná-los possíveis.
Conte conosco:

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

NOTA DE FALECIMENTO - VOCÊ ESTÁ COM DEUS ARTHUR

Arthur Amorim em entrevista no Programa do Jô em 02/12/2010
É com grande pesar que, divulgo em meu blog o falecimento do menino maceioense, apaixonado por dinossauros, que comoveu o Brasil ao se apresentar no Programa do Jô, da Rede Globo, no dia 02 de dezembro de 2010. O menino, de apenas nove anos de idade, era considerado um especialista em dinossauros além de fazer com as próprias mãos miniaturas de dinossauros, ele também escreveu um livro - As Aventura de Yoshito.

Arthur sofria com um tipo raro de câncer e, se tratava no Hospital do Câncer A.C. Câmargo em São Paulo, através do Programa de Tratamento Fora de Domicílio (TFD).
A morte de Arthur nos deixa comovidos, no entanto sabemos que o mesmo hoje não sofre mais. O câncer chegou a um estágio por demais evoluído "já havia expandido para o pescoço, garganta e boca. Não conseguia comer ou dormir. Também não conseguia falar e se comunicava de forma escrita. Nos últimos dias teve dificuldade até para respirar, pois o tumor obstruía a passagem do ar e sentia-se sufocado."
Seu sepultamento estava previsto para ocorrer hoje (quarta-feira dia 26), às 16 horas, no Cemitério Campo Santo Parque das Flores.
Não podemos entender, ou compreender, o porquê do sofrimento de crianças como Arthur. Mas a verdade é que sua estada neste plano deixou grandes lições.

Leia um poema escrito por Cláudio Santos, pai do Arthur e que o Jô Soares leu em rede nacional e, se acaso você não teve a oportunidade de assistir sua entrevista no Programa do Jô, veja o vídeo no fim deste post.



‘DESCOBRI QUE TENHO UM FILHO SUPER-HERÓI!
SUPER-HERÓI, porque quando nos falta força, fortalece-nos com sua força de vontade
SUPER-HERÓI, porque se estamos tristes, alegra-nos com seu sorriso
SUPER-HERÓI, porque se desconfiamos dos médicos, nos diz que vai ensiná-los a trabalharem direito
SUPER-HERÓI, por dizer, a cada enfermeira ou médico, OBRIGADO mesmo com os seus olhos cheios de dor e sofrimento
SUPER-HERÓI, por ter falado “DESCULPA TIA” a enfermeira que colocou o soro no seu pescoço
SUPER-HERÓI, por me explicar, do seu jeito, quais são os efeitos da quimio
SUPER-HERÓI, porque com seu jeito infinito de ser doce, adoça toda a minha vida
SUPER-HERÓI, por não nos conceder o direito de desistir
SUPER-HERÓI, por nos ensinar que mesmo sofrendo, precisamos ser solidários aos outros
SUPER-HERÓI, por sua vontade de viver
SUPER-HERÓI, pelos os seus desabafos quando lhe falta a paciência
SUPER-HERÓI, pela sua lucidez em encarar os fatos
SUPER-HERÓI, por não ter medo do câncer
SUPER-HERÓI, por não aceitar a pena de ninguém
SUPER-HERÓI, por nos consolar quando choramos escondidos
SUPER-HERÓI, por se preocupar com seus amiguinhos que também estão em tratamento
SUPER-HERÓI, por seu bom humor e suas piadas
SUPER-HERÓI, pelo orgulho que tem de ser meu filho
SUPER-HERÓI, pelo o amor que tem pelo seu irmão
SUPER-HERÓI, por tomar conta de sua mãe
SUPER-HERÓI, por cuidar de todos nós
SUPER-HERÓI, por nos convidar a rezar com ele
SUSUPER-HERÓI, por pedir a Papai do céu “ para tirar esse dodói da minha cabeça”
SUPER-HERÓI, por me ensinar que câncer tem que ser escrito com letra minúscula pra ficar mais fraco
SUPER-HERÓI, por me mandar beijos quando não pode falar
SUPER-HERÓI, por me ensinar que o que nosso bem mais precioso é a nossa Família
SUPER-HERÓI, por me fazer encarar a vida com mais discernimento e lucidez
SUPER-HERÓI, por me mostrar que, por pior que pareça, sempre temos que agradecer a Deus
SUPER-HERÓI, por sonhar com tanta força
SUPER-HERÓI, por me ensinar o verdadeiro sentido da Vida
SUPER-HERÓI, por me mostrar o valor de dizer “ TE AMO”
SUPER-HERÓI, simplesmente por ser meu FILHO.
SUPER-HERÓI, pela sua fé’


Vídeo do Youtube:

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

DESCASAL

Como poderia não revoltar qualquer cidadão?
Um dos bens mais preciosos da Terra é a água. Desde criancinha que ouvimos nas escolas tanto de ensino público quanto privado, temas que tratam de como racionalizar o uso da água.
A palavra da moda chama-se sustentabilidade. A grande preocupação com a sobrevivencia de gerações futuras nos leva a raciocinar de maneira sustentável!
Mas observando alguns fatos, não parece que estamos de fato preocupados com a garantia de sobrevivencia das geraçõeos futuras, ao menos por parte de algumas pessoas. Chego a essa conclusão quando leio matérias como a publicada pelo site Alagoas 24 Horas no dia 18 de janeiro do corrente ano:

Desperdício gera falta de água em Maceió

Imagem extraída do site Alagoas 24 Horas
Caros leitores é possível identificar nesta imagem que o volume de água que está sendo desperdiçado não é baixo, imagine isso 24 horas por dias durante 60 dias. Será que a intenção da CASAL - Companhia de Abastecimento de Água e Saneamento de Alagoas, seria regar as vegetações alí presentes com água potável?
Caríssimos, esta cena está ocorrendo no bairro do Feitosa, nas imediações do Conjunto Eldorado, devido a um cano da casal ter estourado. Acidentes acontecem! A questão é o tempo que dura este desperdício - 2 meses! 
Quem vem aproveitando o "parque aquático" é a criançada da região e quem tem sofrido são os moradores e as moradoras da região que tem que carregar água do local até suas casas, uma vêz que, devido ao vazamento, a distribuição de água em suas residências ficou comprometida.
O descaso chega a ser um absurdo incalculável. De acordo com moradores do bairro do Feitosa, existe um riacho que corta a região, mas que este há muito encontrava-se seco, agora, alimentado com água potável ele está cheio.
Meu comentário pessoal:
Talvez a CASAL esteja revitalizando o tal canal!

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

PARA ONDE VAI NOSSO DINHEIRO? CONTRIBUIR PARA O ARMAGEDON?


Sempre que vaculho a internet em busca de assuntos interessantes para postar no meu blog, procuro relacionar política e engenharia, quando observo essas duas palavras, logo me vem na cabeça o lado social e, para enriquecer as minhas idéias, penso no lado econômico e político (infelizmente toda as vezes que faço isso descubro que o lado da politicagem é mais forte).
E para ilustrar muito bem esse parágrafo acima, encontrei uma excelente matéria no site "maceió agora" o qual resolvi reeditar. Pode parecer falta de criatividade, mas no entanto, isso rende um bom trabalho e tempo e, é daí que em alguns deste post faço minhas críticas, em outros casos, apenas posto com o intuito de deixar meus amigos leitores bem informados.
Mas vamos ao motivo principal deste post que tem por tema PARA ONDE VAI NOSSO DINHEIRO? CONTRIBUIR PARA O ARGAMAGEDON?
Tenho ouvido, por onde ando, comentários que "2012" (novo título para o fim do mundo) ou armagedon ou ainda o apocalipse está chegando. De fato, contando que estamos entrando na segunda quinzena de janeiro de 2011, 2012 realmente está chegando, embora não chegará para todos, principalmente se observamos as catástrofes naturais que tem ocorrido no Brasil e no Mundo. Como o mundo é muito grande e como ainda não lí o The New York Times, o Le Mondo ou o Clarin este ano, vou me restingir ao Brasil.
Primeiro - já faz algum tempo, todo início de ano é a mesma coisa - as chuvas de verão arrasam alguns estados brasileiros e vitima dezenas de pessoas, portanto, não entendo o porquê de algumas pessoas associarem estas tragédias ao armagedon! Quer saber mesmo o que acontece? A chave da resposta eu já mencionei, o problema é que falta medidas preventivas.
O site maceió agora publicou que somente em 2010 o governo federal teve um gasto 14 vezes maior em recursos com medidas corretivas aos desastres ocorridos do que com medidas preventivas. De acordo com o maceió agora, a ONG Contas Abertas informou que foram gastos R$ 167,50 milhões com prevenção e preparação para desastres e R$ 2,70 bilhões em Resposta a desastres e Reconstrução.
O fato é que, apesar do número de óbitos, a população continua crescendo. Apesar de as propagandas governamentais apontarem índices que mostra que a pobreza tem diminuído, esse fato não acontece na realidade, afinal de contas, se com um mísero salário mínimo não dá nem pra sobreviver o que dirá viver de "Bolsa Família". Nada contra o programa, até acredito que tem ajudado muita gente, mas convenhamos, não é a "solução da lavoura"!
A população pobre tende procurar os locais mais inseguros para construir suas "habitações";
Os ricos compram glebas de proteção ambiental e propagam que para cada árvore cortada, três serão plantadas. No lugar onde desmatam, impermealizam o solo, com suas casas, parques aquáticos, grandes áreas de laser (onde antes era habitat natural de carangueijos); com o surgimento de novos condomínios, novas estradas são abertas e mais frações de terra são impermeabilizada - na próxima chuva com duração de 10 minutos, vão dizer que choveu o volume correspondente a um mês. Vou evitar fazer qualquer comentário pqp!
Amigos leitores vejam esses números, ainda divulgados pelo maceió agora:
2009 - gasto em resposta a desastres - R$ 1,40 bilhão
2010 - gasto em resposta a desastres - R$ 2,70 bilhões (conforme mencionado)
Imaginem agora se 2011 vai ser diferente! Ah vai, vai sim, esses números não serão os mesmos, possivelmente serão ainda maior!
E sabe quem paga tudo isso não sabe - É pra corrigir o efeito do ARMAGEDON que parte do nosso dinheiro está indo, quando deveria pra evitar ou pelo menos minimizar as consequencias desse tal de "2012 está chegando"!
A boa notícia! O governo anunciou no último dia 12 uma medida provisória que irá remanejar recursos de outras áreas para o atendimento emergencial das vítimas, o valor será de R$ 700,00 milhões de reais. E as boas notícias não param por aí, os gastos com prevenção são poucos e mal aplicados. Quanto a isso, creio que não seja somente com medidas preventivas que o governo aplica mal o nosso dinheiro, basta lembrar das enchentes de junho do ano passado aqui mesmo em Alagoas.



Murici (AL) - Desabrigados lavam roupas na frente de abrigo na cidade (fonte: O Jornal)


O ARMAGEDON, deve ser: perder todos os seus bêns, ter que ficar alojado em ginásios ou escolas públicas (se alguma resistir aos desastres), ir morar dentro de barracas onde, em seu interior, a temperatura ultrapassa insurpotáveis 45°, depender de doações de roupas usadas e comida (torcendo para que ninguem bote fogo nelas) e ter que acreditar na promessa de um dia o governo lhe dar uma casa para morar.
Quer saber da irônia disso tudo? No momento parte da população está ansiosa para ver o Ronaldinho Gaucho estrear no Flamengo (ganhando milhões de reais, pagos com nosso dinheiro) e espere as próximas campanhas eleitorais!
Para não deixar em branco, é bem provável que o ARMAGEDON, 2012, Apocalipse, Fim do Mundo, Fim dos Tempos, ou seja lá como queira chamar, esteja próximo, o que me intriga é que somos nós os responsáveis por isso!

OBRAS INFINDÁVEIS



Local do acidente - (fonte alagoas 24 horas)

As obras de saneamento básico em na parte baixa de Maceió, parecem infidáveis, os moradores da Avenida Hamilton de Barros Soutinho, na Jatiúca, por exemplo, ainda não estão acostumados com as constantes interrupções de seus quateirões devido as obras.
O que falta? Planejamento?
É verdade que tais obras resultarão em benefícios para todo o povo maceioense, contudo também aumentará a arrecadação da casal com as cobranças de tratamento de esgoto. Mas quanto tempo ainda a sociedade terá que esperá? É verdade que obras de infra-estrutura causam transtorno todavia, é competência da Engenharia minimizá-las.
Desta vêz, os transtornos foram ainda maiores. Ontem, quarta-feira (12), durante a execução das obras de saneamento na Avenida Deputado José Lages, na Ponta Verde, uma tubulação de gás natural foi perfurada e, em poucos instantes, o cheiro forte do gás se espalhou por toda a região.
Para resolver o problema, a equipe de obras da Algás fora acionada, com isso a área fora isolada. Devido ao acidente ocorrido com as tubulaçõe de gás, residências e pontos comerciais tiveram o fornecimento de gás interrompido durante algumas horas. Além disso, o trânsito na Avenida Deputado José Lages ficou parcialmente interrompido.
De acordo com os técnicos da Algás, o problema não teve maiores preocupações por ocorrido em uma área aberta e com bastante ventilação.
A equipe do Alagoas 24 Horas, fonte deste post, informou que, de acordo com os técnicos da Algás, o trabalho de contenção do escapamento do gás fora realizado com sucesso.
O fato que merece destaque neste post é que, ainda de acordo com a equipe da Algás, a empresa responsável pelo fornecimento de gás, mantem mapas atualizados da rede de gás do Estado, e que a Casal, empresa responsável pelos seviços de saneamento, bem como outras empresas, possuem acesso a esses mapas. Mais que isso, a Algás informou a equipe do Alagoas 24 horas que "realiza reuniões constantes com a direção destas empresas  para dirimir dúvidas sobre os locais onde há tubulações no sentido de evitar que as obras danifiquem a rede de gás". E as medidas preventivas não param por aí, há ainda uma equipe volante para acompanhar os trabalhos nas obras, tudo para evitar danos nas redes gás natural.
Não vou dispensar um comentário pessoal, mas creio que a próxima medida será manter nas obras de saneamento no estado de Alagoas um profissional da Algás para guiar os operários da Casal, já que todas as medidas adotadas se mostraram de alguma forma ineficientes. Obviamente que números serão mostrados como resultados plausíveis, do tipo - quantos acidentes deste tipo ocorreram comparado ao extensão de serviços realizados, e poderiam aproveitar para mostrar o tempo de duração das obras também.

Total de visualizações de página